a experiencia da mesa
Já comecei a escrever esse texto inúmeras vezes e cada vez fica mais difícil começar…rs…
Tenso como temos medo do novo, mesmo quando lá no fundo sabemos que temos habilidades para executar esse novo.
Amo escrever! Já pensei em ter um blog, mas sempre achei que não teria disciplina suficiente para alimentar a página, aí meu cérebro, mandava a mensagem de que então não valia o esforço, “vamos economizar energia”… e eu aceitava, acreditava, e dava muitas desculpas para nem começar.Mas nos últimos anos tenho vivido muitas situações novas que eu nunca imaginei viver: situações novas boas e situações novas tensas, carregadas de dor. E como tudo nessa vida é aprendizado ou como diria meu esposo: “nada nessa vida se perde, ou você ganha ou você aprende”, fui aprendendo com cada situação.
Nas situações leves, boas eu aproveitava pra me conhecer e nas tensas, carregadas de dor, aproveitava pra me agarrar em Deus.
Pausa… introdução concluída com sucesso!
Agora você explica quem você é, o que está fazendo aqui e está ótimo!Paaaaauuuussaaaaaa… vou ter mesmo que explicar quem eu sou?Gente! Que coisa difícil! Quem eu sou?
Me faltam palavras pra explicar quem eu sou. Estou tão acostumada a falar o que eu faço que parece que eu sou isso…

Respiro fundo, bebo água e estou pronta pra voltar.

Eu sou a Patricia, que ama reunir a família em volta da mesa, que ama promover uma reunião entre amigos, aquela que vive olhando as datas especiais ou as noticias nas redes sociais, para promover um encontro diferente e especial.
Essa sou eu, desde sempre! E com o passar dos anos, esse amor por reunir quem se ama, foi ficando tão forte, que foi indicando meu caminho.

A alguns anos atrás fiz um teste de dons (um teste para saber quais são suas habilidades natas, aquelas que Deus deu pra você e vai te ajudar a ajudar outras pessoas) e descobri que meu dom era “serviço”.
Não… espera um pouco… isso deve estar errado! Nem sabia que isso era um dom. O que eu faço com isso?
Resumidamente, quem tem esse dom, é aquele que ajuda, socorre, auxilia, estende a mão, se oferece é útil e presta serviço.
E com o passar dos anos, Deus foi juntando o meu amor por reunir a família e os amigos com o meu dom.
Ele também foi me dando oportunidade de estender a mão, de ajudar, de prestar serviço, ao receber aqueles que eu amo para uma refeição especial, com uma mesa posta de forma também especial, onde eu podia demonstrar que, aqueles que se sentavam à mesa comigo eram amados e eu estava disposta a ser útil sempre que eles precisassem.

Ah! Como eu amo esse Deus! Tão especial a maneira como Ele vem me moldando no decorrer dos anos… mas não se iluda, pois essa maneira especial de me moldar, envolve dor, questionamentos, solidão, luto, a sensação de que não valia a pena o esforço, depressão… na maneira especial de Deus, nem tudo são flores, há muita dor também, afinal de contas, vivemos num mundo de pecado, mas hoje consigo ver beleza em tudo que me prepara e me habilita para crescer.

Enfim, hoje sou Table Décor (profissional que decora mesas para refeições especiais) e tenho um ministério chamado “A experiência da mesa” baseado num livro com o mesmo nome, da escritora americana Devi Titus.
E uma vez por mês vou estar aqui para contar para vocês como algo simples, como sentar a mesa, pode estreitar os laços com nossa família e nos aproximar de Deus.

Vou dar dicas de como montar mesas especiais e com isso deixar um recadinho de amor para sua família e amigos.
E pra não perder a oportunidade, vou contar também como Deus tem conduzido minha família e me moldado através da experiência da mesa.

E se isso aconteceu comigo, pode acontecer com você também.

Nossa! Nem foi tão difícil assim… e no fim das contas acabei ficando com a sensação de que falei demais…rs

escrito por